[Livro] Cidades de Papel


Autor(a): John Green
Editora: Intrínseca
Categorias: Aventura, Romance, Metáforas

Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.
Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte. 
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia. 

Quentin Jacobsen  acreditava que cada um tinha seu milagre, e o seu milagre era ser vizinho de Margo Roth Spiegelman. Os dois se mudaram para Jefferson Park, um bairro planejado da Flórida, quando tinham apenas dois anos, e assim tornaram-se amigos na infância. Um dia, quando andavam de bicicleta, encontraram um homem no chão. Morto. Suicídio com um tiro na cabeça. Enquanto a cena aterrorizou Quentin, Margo ficou fascinada e quis descobrir mais sobre o homem e o motivo de ele ter se matado. Queria saber o motivo de seus fios terem se arrebentado. E depois daquele dia, Q e Margo não se falaram mais. Até certa noite.

No fim do último ano do Ensino Médio, Q estava com tudo planejado. Diploma, faculdade, emprego, casamento, filhos em torno dos 30 anos - uma vida comum, o que lhe parecia o suficiente. Nunca havia faltado na escola e, ainda nessa época, nutria um amor antigo por Margo. Quando ela aparece em sua janela, no meio da noite, toda vestida de preto e com a cara pintada, como uma ninja, para pedir que ele a ajude numa grande aventura como motorista, ele reluta. Apesar de tudo, no dia seguinte teria aula, não seria certo pegar a minivan de sua mãe para ficar a noite fora com Margo e vários outros motivos. Porém, com uma insistência de Margo, ele vai. E então eles partem para uma grande aventura.

A tal aventura consiste em uma maneira épica de Margo fazer sua vingança. Seu namorado estava a traindo com uma de suas melhores amigas e a outra não havia contado a ela. Esse era o problema principal. Antes de tudo eles vão ao mercado e compram coisas, tanto para as vinganças - como bagres, Veet, vaselina, energético, flores e spray - quanto para Margo limpar sua Cara ba dum tss, quem pegou essa? - água e lenços de papel. E então seguem caminho. Posso dizer que o jeito de Margo se vingar é épico e um tanto quanto metafórico. Se contar para vocês as vinganças, certamente o livro não terá tanta graça assim, então vamos deixar isso de lado. Duas coisas da lista dela que não se referem necessariamente a mexer com alguém incluem entrar no SunTrust, onde podem ver toda a Orlando - que Margo chamou de cidades de papel para mostrar sua fragilidade -, e invadir o SeaWorld. Foram umas das minhas partes preferidas.

No dia seguinte, Margo não foi à escola, simplesmente não apareceu. Era comum ela sumir por alguns dias e voltar cheia de histórias para contar. Margo era uma pessoa épica. E ela não voltou em um dia. Ou dois. Ou três. Ou quatro. E isso começou a preocupar Q. Margo tinha seu coração e ele queria saber onde ela estava, se estaria bem, se estaria viva. Após a visita de um detetive que nada poderia fazer, já que Margo era maior de idade, Q descobriu algumas coisas, como as pistas que ela deixava para a família antes de partir. A partir do momento em que vê na persiana de Margo um pôster grudado, um pôster que nunca esteve lá, pelo menos não que ele tenha visto, Quentin imagina que ela deixou, dessa vez, as pistar para ele. E ele decide ir atrás dela. Mas seguir os rastros de Margo não é tão fácil quanto ele imagina.

Em meio a metáforas, grandes metáforas, aliás, John Green nos faz buscar Margo e suas pistas por todos os cantos, ao mesmo tempo em que nos faz pensar em absolutamente tudo, questionando o modo como nós interpretamos as pessoas, o mundo e até nós mesmos. Acho que eu nunca li um livro tão metafórico na minha vida - ou eu enxerguei mais metáforas do que deveria, mas acho que não. Através de diálogos e pensamentos e outras coisas, nos são mostradas perspectivas do mundo sobre as quais nós provavelmente nunca tenhamos pensado. E também é um livro engraçado.

As personagens são maravilhosamente insignes! Margo, Quentin, Ben - a pessoa mais divertida desse livro - e Radar, melhores amigos de Q, Lacey, melhor amiga de Margo - que nem sabia que a outra amiga estava ficando com o namorado da Margo -, e outros secundários são reais e, por muitas vezes, apaixonantes. Você não lê Cidades de Papel, você vive Cidades de Papel, e isso é incrível. Além disso, todo o cenário se tornou, de certa forma, muito, muito real, não só porque eu já fui para Orlando e, Deus, me faça voltar, estou morrendo de saudades, quero muito voltar, por favor, eu preciso de Orlando para sobreviver, não aguento mais essa vida sofrida, mas porque as descrições fizeram tudo se tornar tipicamente real também.

A capa original é bem bonita, pelo menos eu gosto bastante dela, e significativa, apesar de meio óbvia. Nada a reclamar da diagramação ou do espaçamento ou do tamanho da letra, tudo está muito bom. Só não me acostumo com o número das páginas na parte de cima. E não me lembro de ter encontrado erros... A editora Intrínseca fez, mais uma vez, um ótimo trabalho!

Genial. Original. Admirável. Inteligente. Ótimo. Maravilhoso. Perfeito. Excelente. Não há palavras suficientes que mostrem o quanto eu amei Cidades de Papel. É um dos melhores livros que eu já li; pode parecer exagero, mas não é. Eu não sei como falar para vocês de maneira mais clara que eu amei. E é exatamente isso: eu amei. Sem menos. Após ler várias críticas negativas, ainda fiquei com um pouco de medo, mas estava com a alta expectativa de que iria gostar, e, Deus, todas elas foram superadas com sucesso. Eu espero que você possa ler e enxergar tudo o que o livro quer te dizer. Eu espero que você aproveite ao máximo essa leitura genuína. Um livro de papel para uma pessoa de papel. Quer coisa mais fantástica? Talvez você nunca mais enxergue o mundo da mesma forma - pelo menos por um segundo. Ou talvez você não goste e discorde de tudo o que eu falei. Acho que vai de pessoa para pessoa. Acontece. Basta respeitar, okay? Okay.

E então, o que achou? Espero que tenha gostado! Deixe um comentário me contando se você já leu ou pretende ler, assistiu ou pretende assistir, se você discorda ou concorda com a minha resenha. Exponha-se!
Beijinhos e até mais.

Karoline Melo

5 comentários:

  1. Hey, Karol!
    Que bom que você curtiu a leitura e que o livro se mostrou valido, infelizmente eu travei na leitura dele, bem no comecinho. Vou tentar recomeçar a lê-lo, talvez eu goste tanto quanto você;
    Beijos!


    Borboletas de papel Ƹ̴Ӂ̴Ʒ

    Conheça o novo projeto literário #12HistóriasBrasileiras e participe!

    ResponderExcluir
  2. Hello I'am Chris !
    I suggest you to publicize your blog by registering on the "directory international blogspot"
    The "directory" is 30 million visits, 199 Country in the World! and more than 22,000 blogs. Come join us, registration is free, we only ask that you follow our blog
    You Have A Wonderful Blog Which I Consider To Be Registered In International Blog Dictionary. You Will Represent Your Country
    Please Visit The Following Link And Comment Your Blog Name
    Blog Url
    Location Of Your Country Operating In Comment Session Which Will Be Added In Your Country List
    On the right side, in the "green list", you will find all the countries and if you click them, you will find the names of blogs from that Country.
    Imperative to follow our blog to validate your registration.Thank you for your understanding
    http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/
    Happy Blogging
    i followed your blog, please follow back
    Best Regards
    Chris
    ++++++++++++++
    Hola Soy Chris!
    Le sugiero que para dar a conocer tu blog Al registrarse en el "blogspot Internacional directorio"
    El "directorio" es de 30 millones de visitas, 199 países del mundo! y más de 22.000 blogs. Ven y únete a nosotros, la inscripción es gratuita, sólo pedimos que siga nuestro blog
    Tienes un blog maravilloso que considero estar registrado en Diccionario Internacional Blog. Usted representará su país
    Por favor visite el siguiente enlace y cómo su Blog Nombre
    Blog Url
    Alquiler de su país ¿Cómo Sesión operativo en el que se agregará en la lista de País
    En el lado derecho, en la "lista verde", encontrará todos los países, y si hace clic en ellos, se encuentran los nombres de los blogs de ese país.
    Imperativo para seguir nuestro blog para validar su registration.Thank por su comprensión
    http://world-directory-sweetmelody.blogspot.com/
    Blogging feliz
    Gracias por Siguiendo Mi Blog - que es muy apreciada! O)
    Seguí a tu blog, por favor, siga de nuevo
    Atentamente
    Chris

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Vi o filme e não gostei muito, então não me animei em ler o livro. Mas gostei da sua resenha!
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua resenha. Você conseguiu, com perfeição, falar sobre os pontos positivos deste livro. Simplesmente, adorei.

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha. Você conseguiu, com perfeição, falar sobre os pontos positivos deste livro. Simplesmente, adorei.

    ResponderExcluir