[Livro] Demônios Não Choram


Autor (a): Samuel Cardeal
Editora: Clube de Autores - publicação independente
Categoria: Ação, Distopia, Aventura, Ficção

O ano é 2184, a tecnologia avançou de forma veloz e assustadora. A sede do homem pelo “progresso” fez se exaurir grande parte das reservas naturais do planeta. Diante da escassez geral de alimentos e fontes de energia, a terceira grande guerra foi inevitável. Depois de um confronto sangrento de violência irracional e desenfreada, a guerra acabou, e o resultado: todos foram derrotados. O mundo que conhecemos hoje foi reduzido a destroços de uma civilização que não mais existe. Mais de 90% da população foi dizimada. Diante da fragilidade dos sobreviventes, as criaturas que antes viviam nas trevas, escondidas e agindo enquanto todos dormiam, fizeram do planeta destruído seu domínio. Os humanos, aterrorizados, passaram a se esconder em abrigos subterrâneos e em velhas galerias de esgotos. É nesse cenário caótico que Ezequiel, um caçador de demônios, viverá a jornada que mudara totalmente o rumo de sua vida e da de muitos outros. Um cavaleiro solitário que vaga pelas terras devastadas, caçando e eliminando os Filhos do Inferno. Mas Ezequiel não tem esperança de um futuro melhor, persegue os infernais somente por ser a única coisa que sabe fazer. Quando o caçador, após um exorcismo, se vê obrigado a levar consigo a menina que salvou, uma onda de acontecimentos o conduz à derradeira aventura que culminará no embate final entre a Terra e o Inferno. Somente um será o vencedor, e o destino do que resta da humanidade depende da coragem de Ezequiel e dos aliados que se juntarão a ele nesta incrível e perigosa jornada. Se falharem, Terra e Inferno passaram a ser um só mundo, de eterno castigo para todas as almas humanas. 

No ano de 2184, a Terra está cheia de demônios e o Sol não mais existe – isso fez com que cientistas criassem a Chispa, um quase sol, se assim podemos dizer. Tudo fora destruído com a Terceira Guerra Mundial, então já se pode imaginar como as coisas estão precárias em nosso planeta.
Ezequiel é um caçador de demônios. Em uma de suas jornadas, que no caso é no Brasil, faz o exorcismo de uma garota chamada Lília, e como ela não tem onde ficar, vai com ele em busca de outros demônios. Em uma noite, Ezequiel recebe uma chamada de seu amigo Abel, que estava sendo perseguido por algo ou alguém e por isso não poderia falar muita coisa; ele diz para Ezequiel ir ao Correio e encontrar uma caixa. Nela continha um livro em branco e um papel... também em branco. O papel mostrou o endereço que dava na casa de um velho gordo e fedido, Salomão, que sabia o que aquele livro significava. É aí que descobrimos a profecia que nos guiará até o fim da história.


                Ezequiel é o mortal que impedirá a ira de Lúcifer de se engrandecer sobre a Terra.
(Entretanto essa coisa de profecia só ocorre na página 116.)
Antes disso, várias e várias páginas antes, diria eu, quando Ezequiel era mais novo, conheceu Elias – um garotinho que se perdeu de seu pai – e o ajudou a sobreviver. É daí que vem toda a história de caçador de demônios e coisa e tal. (Achei uma das partes mais legais do livro.)
Além disso, há também outras três personagens principais, os que servem ao diabo: Don Giovanni e seus filhos. Essa história é longa e cheia de detalhes, então isso é tudo o que eu posso falar.
No meio da história o autor tenta empurrar um romance que não foi para frente e se tornou desnecessário; é tudo o que tenho a dizer sobre essa parte.
“Demônios Não Choram” é narrado em terceira pessoa e dividido em longos capítulos aleatórios, às vezes no presente, às vezes no passado, ou narrando na perspectiva de Ezequiel, ou na de Don Giovanni, ou na de qualquer outro personagem que seja importante naquele momento. O fato de serem capítulos longos torna o livro ainda mais cansativo. Em algumas partes, escrita é prolixa; quer dizer, os acontecimentos são rápidos e a escrita é desacelerada, há mais detalhes do que o necessário. Houve erros de pontuação – principalmente em questão de ponto de interrogação –, grafia e alguns erros estavam assim ao invés de apagados. Ou seja, a revisão foi mal feita. Por ser um book tour e eu ter sido a última a pegar o livro, a capa já estava toda desgastada, com o plástico saindo, apesar de ser bem bonita.
De qualquer forma, meu Deus, é um ótimo livro com uma ótima história a ser contada. O final foi realmente surpreendente, quer dizer, eu não esperava de verdade. Mesmo com uns buracos na história e umas coisas meio absurdas, Samuel Cardeal conseguiu me deixar de boca aberta. As pessoas deveriam ler esse livro. Para mim, não se tratou apenas do bem contra o mal, mas também de escolhas e do preço a se pagar por elas. Ah, e ao contrário do que eu imaginava, não fiquei com medo.
Enfim, só queria dizer que esse livro tem futuro e precisa urgentemente de uma nova revisão, uma nova edição e mais divulgação. (Espero ter ajudado pelo menos nessa última parte.)

P.S. Gostaria de agradecer ao autor e à Caroline  organizadora  por confiarem em mim e me chamarem para participar do book tour. Mil perdões por ter demorado para ler – não que eu ache que foi realmente um problema, porque eu fui a última, mas mesmo assim eu sinto muito.

Book Trailer



Onde Comprar

Clube de Autores - impresso

Amazon - e-book

Espero que tenha gostado! Deixe seu comentário.

Karoline Melo

18 comentários:

  1. Oi Karol.
    O livro me deixou com aquele gostinho de quero mais depois daquele final surpreendente por isso queria mais um pouco do Ezequiel xD Outro ponto que achei interessante na sua percepção foi o romance do personagem que faltou tato feminino naquele ponto porque correu demais. Além dos erros que também são visíveis mas acredito que depois de uma boa revisão o livro ficará perfeito para quem gosta de distopia e suspense (;

    Obrigada por participar do Book Tour e espero te ver em outros (:
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Realmente, acho que merecia um epílogo :D É, eu achei meio furada essa parte de romance; ou ele deveria seguir, ou ele deveria tirar - acho que tirar faria mais sentido. Então, o livro só precisa ser revisado e ficará perfeito até para quem não gosta, porque a história é muito boa!
      Eu que agradeço, Carol! *-* Também espero estar em outros, é muito legal.
      Beijos.

      Excluir
  2. Amei, já quero este livro para ontem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que amou! :) Espero que compre, leia e goste.

      Excluir
  3. OI Karol!
    Conheço muito pouco de distopias, mas amo muito suspenses embora que ultimamente tenho procurado diversificar um pouco meu gosto literário.
    Amei o enredo deste livro... E me deixou com o gostinho que quero mais... Ainda não tinha conhecido, mas pelo visto, ele é maravilhoso, neh
    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ária-seu-apelido-não-é-esse!
      Poxa, distopias são tão... ♥ Ai, adoro. Não sou muito fã de suspenses não; é um gênero que eu mal tenho na minha estante. Ah, eu não diversifico muito, não. O que mais leio é romance, fantasia e distopia, aí volto para romance e fantasia, então romance, distopia, um pouco de fantasia...
      Que bom que amou! Espero que você possa ler. É muito bom, sim, só peca na hora da revisão e de uns buracos.
      Beijinhos.

      Excluir
  4. Oi Karol, tudo bem?
    Não tenho muita intimidade com distopias, mas essa pareceu bem legal.
    Achei a sinopse bem interessante, é um livro que eu com certeza daria uma chance para ler, mesmo não conhecendo muito o gênero.]

    Beijão :*

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maiara! Estou ótima, e você?
      Amo distopias, as acho bem interessante. Espero que leia essa ^^
      Creio que "Demônios Não Choram" é um ótimo livro e você adoraria ler, mesmo não conhecendo muito.
      Beijinhos! ♥

      Excluir
  5. Oie,
    não conhecia o livro e confesso que a capa não me chamou atenção, mas curti a resenha.
    O livro parece ser interessante.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa!
      Poxa, pena que a capa não te chamou a atenção :S Eu particularmente a acho muito bonita. Fico muito contente por ter curtido a resenha!!! Obrigada. O livro é bem interessante, sim.
      Beijos.

      Excluir
  6. Oi Karol,
    Poxa, o livro parece ser bem intenso. Sei como é quando a gente vê potencial num livro, mas sente que falta mais uma boa revisão. Eu gosto de distopias, mas não sou muito fã de cenários apocalípticos e coisas assim tão 'do mal' ... sou meio medrosa nesse ponto. kkkk
    Tua resenha dá vontade de ler mesmo, e se não fosse sobre demônios eu com certeza leria :D kkkk

    Um beijo,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!
      Ele é. Se tivesse uma boa revisão, ficaria ainda melhor. Ahhh, não é "tão do mal" assim! hahaha Apesar do título, a história não me assustou em momento algum - acho que foi exatamente isso o quê que faltou nesse livro.
      Obrigada, Mari <3 Poxa hahhaha Não dá em nada, não. Os demônios mal aparecem. Quer dizer... Ah, não posso falar! Shiiiiu. Spoiler.
      Beijinhos.

      Excluir
  7. Oiee ^^
    Estou com esse livro aqui para leitura, mas até agora não consegui lê-lo *-* acho que o título e a capa me intimidam um pouco...rsrs' vou ver se consigo terminá-lo até o fim do mês.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dryh! :3
      Poxa, que pena que ainda não leu. O título é realmente intimidador; e para eu explicar para a minha família sobre o que o livro falava? hahahah Espero que consiga terminá-lo, sim! Não precisa ter medo, é uma ótima leitura.
      Beijos.

      Excluir
  8. Oi Karol! Vi seu comentário no meu blog avisando da resenha só agora. Aliás, adorei seu comentário. Obrigada por sempre passar no ODE *-*
    Bem, sua resenha está ótima, como sempre! A história do livro me interessou, mas não fiquei com vontade de lê-lo por conta do que você falou de ter algumas partes cansativas. Ando meio sem tempo ultimamente, por isso tô procurando ler livros mais leves, sabe?
    Abraços,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lê!
      Por nada, sweet *-* Eu adoro seu blog! Parabéns.
      Awwwwn, que linda ♥♥♥♥♥ Muito obrigada MESMO, Lê. Fico muitíssimo contente por saber que você acha minha resenha ótima. Ahhh, também ando meio sem tempo para ler e algumas leituras mais densas podem trazer um atraso ou você deixa de fazer o que precisa para ler e atrapalha tudo... :/ Te entendo. Mas espero que você leia algum dia, de qualquer forma.
      Obrigada por visitar e comentar.
      Beijinhos.

      Excluir
  9. Karol,
    Só pelo titulo deu muita, muita vontade mesmo de ler esse livro!!! Achei interessantissimo esse livro, principalmente pela sua resenha.
    Acho que foi uma das melhores que li até então.

    Beijinhos =*
    Miaka Freitas
    www.umsofaalareira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Miaka!!
      A história é realmente muuuito boa. Acho que você vai gostar de "Demônios Não Choram" ^^ Espero que possa lê-lo em breve.
      E, woooow, muitíssimo obrigada, Mi <3333
      Beijinhos, sweet.

      Excluir